O concreto é um material composto por água, cimento e agregados, como areia e brita, ele é utilizado em construções civis, sua composição permite mais resistência para a obra. Além da composição comum do concreto, ele ainda pode ser modificado, com a adição de aditivos químicos.

            Os Aditivos são produtos que quando adicionados ao concreto, alteram suas propriedades, facilitando assim o manuseio e oferecendo vantagens que normalmente não são obtidas se tratados normalmente.

Existem diversos tipos de aditivos químicos, cada um com uma função específica para preparação do concreto.

Aditivos Plastificantes:

São moléculas com extremidades laterais com cargas negativas, que têm como função plastificar o concreto de forma que fique maleável, dessa maneira aumentando a resistência inicial e final do concreto.

Aditivos Superplastificantes:

Tem a mesma função dos aditivos plastificantes, porém seus efeitos podem ser adquiridos em menores dosagens.

Aditivos aceleradores e retardadores de pega:

Aceleram o início da pega do concreto, permitindo que ele seja desmoldado mais rapidamente. O aditivo que retarda o início da pega, tem o efeito contrário, normalmente utilizado em temperaturas quentes.

Aditivos impermeabilizantes:

Reduzem a permeabilidade do concreto, tornando-o mais resistente à água.

Aditivos endurecedores:

Aumentam a resistência do concreto ao desgaste.

Aditivos anticorrosivos:

Protegem o concreto da corrosão, causada pela exposição aos agentes naturais ou químicos.

Os aditivos químicos são uma ferramenta valiosa para melhorar as propriedades do concreto, eles podem ser usados para atender a uma ampla gama de requisitos de desempenho, tornando o concreto um material ainda mais versátil.

A escolha dos aditivos químicos deve ser feita de acordo com as necessidades específicas da obra, por isso é importante consultar um engenheiro ou técnico especializado para obter orientação sobre a escolha dos aditivos adequados.

Gostou desse conteúdo? Acompanhe nosso blog e fique bem informado.