Sabe como evitar problemas nas juntas de concretagem? Sendo assim, confira algumas dicas que separamos neste artigo!

Em muitos casos, a concretagem de peças muito grandes precisa ser feita em etapas. No entanto, as juntas de concretagem precisam ser feitas de forma correta para evitar situações de infiltração. Então, entenda melhor como funciona!

O que são juntas de concretagem?

As juntas de concretagem são o encontro de diferentes etapas de concretagem. Assim, consistem em dois ou mais concretos feitos em dias diferentes que se emendam posteriormente. É diferente das juntas de dilatação, que dividem peças distintas e são formadas por um espaço de 2 a 3 cm entre elas.

Qual a importância de realizar as juntas de forma correta?

Quando as juntas de concreto não são feitas de forma correta, é comum surgirem infiltrações que penetram na peça e encontram a armadura, danificando a estrutura. Essa umidade também pode gerar problemas de saúde aos usuários do local, reduzindo a qualidade do projeto.

Como fazer?

É importante que as juntas de concretagem sejam planejadas com antecedência, sendo previstas no Projeto Estrutural. Dessa forma, será possível posicionar esses encontros onde a pressão ou cisalhamento for menor.

Além disso, elas devem ser posicionadas de forma perpendicular à compressão recebida, a não ser que não haja redução de resistência da estrutura gerada pela junta. Quando as peças forem lajes, pisos ou vigas, a junta deve ser feita na horizontal.

Outra dica importante é aplicar algum tipo de produto específico que auxilie nesse processo de cola ou aderência na emenda das duas concretagens. Isso também vai evitar o surgimento de trincas ou outros problemas comuns nas juntas de concretagem, como a infiltração.

Gostou das informações? Então, assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo direto em sua caixa de entrada!