Que práticas de concretagem você pode adotar para garantir os melhores resultados no projeto? Conheça as principais!

A concretagem é uma etapa posterior a uma série de ações de planejamento que podem determinar o sucesso e a eficiência nos resultados do projeto. Dessa forma, ela inclui diversas tarefas, como transporte do concreto, lançamento do material, adensamento, cura, acabamento, entre outros. Afinal, que tal entender melhor como adotar as melhores práticas de concretagem? Então, vamos lá!

Solicitação de concreto

Contrate empresas reconhecidas no mercado e especializadas no setor para garantir a qualidade do concreto desejado.

Recebimento e transporte do concreto 

O transporte do concreto precisa ser bem planejado para evitar demora e desperdícios. Além disso, dependendo do volume de concreto, diferentes sistemas podem ser usados, como a recomendação a seguir:

  • menos de 80 litros: em carrinhos de mão;
  • de 110 a 180 litros: em jericas;
  • de 35 a 45 metros cúbicos por hora: bombas de concreto;
  • 15 metros cúbicos por hora: caçambas e gruas.

Basicamente, é preciso avaliar o volume e a velocidade da aplicação, bem como as condições de acesso.

Lançamento do concreto 

Normalmente, feito pelo sistema de transporte, o ideal é levar um tempo inferior a 1 hora.

Adensamento e cura 

O objetivo do adensamento é preencher vazios na concretagem para atingir uma textura mais lisa e plana. Além disso, é normalmente feito por um equipamento mecânico, como o vibrador de imersão. Dessa forma, em estruturas mais aninhadas, o ideal é usar um concreto auto-adensável. 

Já a cura tenta controlar o tempo, a umidade e a temperatura do concreto para garantir uma resistência adequada. Por isso, ela deve ocorrer por no mínimo 7 dias.

Nivelamento e acabamento superficial 

Usa-se um sarrafo apoiado em mestras para nivelar a superfície. também é possível usar diferentes equipamentos para dar o acabamento adequado ao concreto, seja liso, seja mais rugoso.

O que achou dessas melhores práticas de concretagem? Então, siga nosso blog e confira outros artigos sobre o gerenciamento de obras e de concretagem.