O guia definitivo para garantir uma concretagem perfeita.

Há dois tipos de controle da produção de concreto e que devem ser realizados continuamente e independentemente: o controle de produção da central de concreto e o controle tecnológico do concreto entregue na obra.

O controle de produção da central de concreto é de responsabilidade do profissional técnico responsável pela central e os critérios de tamanho da amostra, frequência de amostragem e análise estatística dos dados são definidos pela NBR 7212 (ABNT, 2012).

O controle tecnológico do concreto que corresponde ao controle de recebimento e aceitação do concreto entregue em obra é de responsabilidade do proprietário da obra ou do responsável técnico da obra designado pelo proprietário e é especificado pela NBR 12655 (ABNT, 2015).  Neste caso, o concreto entregue pela empresa fornecedora dos serviços de concretagem é recebido apenas com o ensaio de abatimento do tronco de cone e na observação visual do concreto. A aceitação definitiva fica condicionada ao controle da resistência à compressão do concreto.