O concreto é um dos materiais de construção mais utilizados no mundo, conhecido por sua resistência e durabilidade. No entanto, pode apresentar patologias ao longo dos anos que podem comprometer sua integridade estrutural.

Por isso, o conteúdo de hoje vai falar sobre Patologias em Concreto. Apresentando quais são as principais patologias, suas causas e como trata-las.

Fissuras e Trincas:

 As fissuras e trincas são problemas recorrentes no concreto. Fissuras correspondem a aberturas finas (de até 1 mm) e são alongadas, na maior parte das vezes elas são superficiais e não são perigosas. Enquanto isso, trincas acontecem quando a abertura aumenta para até 3 milímetros, e a fissura se transforma em uma trinca.

  • Causa: Podem ser causadas por diversas razões, como a retração do concreto durante a cura, movimentações térmicas, sobrecargas, acomodação diferencial do solo, entre outros fatores. Pequenas fissuras geralmente não afetam a durabilidade do concreto, mas se não forem tratadas adequadamente, podem permitir a entrada de agentes agressivos, resultando em danos mais sérios ao longo do tempo.

Confira nossa publicação sobre como evitar fissuras: clique aqui.

Deterioração por corrosão das armaduras:

A corrosão das armaduras é uma das patologias mais preocupantes para estruturas de concreto armado.

  • Causa: Isso acontece devido à migração de sais solúveis presentes no concreto para a superfície, onde eles se acumulam após a evaporação da água. Geralmente, a eflorescência não prejudica a resistência estrutural do concreto, mas pode afetar a estética e a aparência da construção.

Desplacamento e desagregação:

O desplacamento e a desagregação são patologias que resultam na perda de aderência entre as camadas do concreto, causando o desprendimento de partes da superfície.

  • Causa: Isso pode ocorrer devido a erros de execução, baixa resistência à compressão, presença de umidade excessiva, ou até mesmo devido à presença de materiais inadequados na mistura.

Outras patologias que podem acontecer são:

  • Erosão e desgaste
  • Porosidade
  • Manchas
  • Perda de aderência entre concretos

Tratamento para as patologias:

No caso de ocorrência de patologias, é crucial identificar a causa raiz antes de realizar qualquer tratamento. Fissuras e trincas podem ser reparadas com injeção de resinas epóxi, por exemplo, enquanto a corrosão das armaduras exige uma ação mais abrangente, envolvendo a remoção do concreto deteriorado, tratamento das armaduras e aplicação de argamassas e revestimentos protetores.

Prevenção:

A prevenção de patologias do concreto é fundamental e pode ser alcançada por meio de práticas adequadas de dosagem, mistura, cura e controle de qualidade durante a execução da obra. Além disso, a utilização de aditivos e cimentos de qualidade também pode ajudar a melhorar a resistência e durabilidade do concreto.

Conclusão:

As patologias do concreto podem representar sérios problemas para a segurança e vida útil das construções. Dessa forma, a manutenção periódica e inspeções detalhadas são fundamentais para detectar e tratar esses problemas precocemente, garantindo a integridade e longevidade das estruturas de concreto.